Rio Grande do Sul dá passo ousado

Rio Grande do Sul dá passo ousado

Com variante Delta, governo vai avançar em direção às flexibilizações de atividades a partir da próxima semana

Taline Oppitz

publicidade

O Rio Grande do Sul dará mais um passo, este ainda mais ousado, em direção às flexibilizações de atividades a partir da próxima semana. O Executivo irá permitir a retomada de público em eventos, shows e estádios em Porto Alegre. A decisão da gestão Leite ocorre dias após a informação do Centro Estadual de Vigilância em Saúde de que já há transmissão comunitária da variante Delta no Rio Grande do Sul.

Recentemente, o prefeito da Capital, Sebastião Melo (MDB), fez solicitação ao Piratini, que decidiu estender sua decisão para todo o território gaúcho. Segundo Marcelo Soares Alves, coordenador do Gabinete de Crise e chefe de gabinete do governador Eduardo Leite (PSDB), a retomada está decidida. “Falta somente definir como a reabertura irá acontecer. Para isso, precisamos analisar os dados do evento-teste realizado no último domingo na Capital”, disse Alves, durante encontro com vereadores na quinta-feira pela manhã.

O evento teste reuniu 600 pessoas na Casa NTX. A partir dos dados, que serão analisados até a próxima segunda-feira, o governo do Estado definirá as regras para participação de público com eventos acima de 2,5 mil pessoas. Das 600 pessoas que compraram ingressos, 24 não compareceram à testagem e nove apresentaram resultado positivo para Covid.

Nesta semana, Melo, que aguardava manifestação do governo, fez uma provocação. Segundo ele, o Executivo realizará a Expointer, em Esteio, com público esperado de 25 mil pessoas. “As coisas precisam ser tratadas de forma igual. Se não forem, está errado”, disse Melo à coluna. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895