Para tocar pela arte

Para tocar pela arte

Projeto "tocArte - que a poesia faça já que eu não posso" reúne 20 videoperformances e 32 oficinas disponíveis a partir do dia 20 no YouTube

Projeto "tocArte" reuniu 85 profissionais

publicidade

Mais de 85 profissionais estiveram envolvidos na realização de 32 oficinas e criação e produção de 20 vídeoperformances inéditas do projeto “tocArte – que a poesia o faça já que eu não posso”. Realizada com recursos da Lei Aldir Blanc, tem concepção e direção artística de Luiz Manoel, “tocArte” conta com uma equipe que trabalha desde janeiro deste ano, com o fim de motivar reflexões e diálogos sobre temas como amor, sonho, festividade, impossibilidade do toque, valorização de diferentes grupos identitários e subjetividade do ser humano contemporâneo. São ações de teatro, música, dança e artes visuais, disponibilizadas pelas redes da produção. As videoperformances estarão disponíveis gratuitamente a partir de 20 de julho no canal do YouTube do projeto. Foram registradas em grande parte no Centro Histórico de Porto Alegre. A programação segue até 25 de julho e as performances seguem disponíveis ao público depois das exibições pelas redes do projeto: @projetotocarte. 

 

Os 3 “M”de uma MEI de sucesso
Quando um fornecedor parece ter uma metodologia “caseira”, ele tende a ser imediatamente 
descartado por parte do cliente. O empreendedor terá de assumir uma postura e criar bases para o seu negócio. O objetivo, mais do que simplesmente arranjar um modo “barato” de operar com a sua profissão, o MEI deve buscar o aprimoramento enquanto negócio. Para isso, três M’s são 
fundamentais. Há muitos fatores que determinam o sucesso empresarial. Contudo, no caso de 
negócios nascentes, no qual o MEI se insere, três fatores são primordiais para determinar o futuro do empresário: Mercado, Metodologia e Marketing. Parece simples, porém esses três aspectos são encarados de modo sério e técnico por qualquer grande empresa.

Itacir Flores - Livro "Do Mei ao Milhão", lançamento da Literare Books em julho

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895