Programa de Saneamento Rural do município de Santo Ângelo é premiado nacionalmente

Programa de Saneamento Rural do município de Santo Ângelo é premiado nacionalmente

Iniciativa do Governo local em parceria com o Ministério Público obteve a terceira colocação na categoria Sustentabilidade do Prêmio CNMP – Edição 2021

COLABORE

A premiação é promovida pelo Conselho Nacional do Ministério Público

publicidade

A solenidade de premiação foi realizada de forma virtual na tarde da última quinta-feira, 14. O projeto de Saneamento Rural de Santo Ângelo é pioneiro no Rio Grande do Sul. O projeto santo-angelense ficou entre os 27 selecionados entre as 531 iniciativas inscritas em todo o país. O cadastro do programa no Banco de Projetos do CNMP é feito pelo Escritório de Gestão Estratégica e de Projetos do MPRS. O vencedor foi o projeto DNA Ambiental do MP de Mato Grosso do Sul e o segundo colocado o projeto Água para o futuro, do MP de Mato Grosso.

O prefeito Jacques Barbosa afirmou que a premiação é o reconhecimento de uma iniciativa de alto alcance ambiental e social e a valorização da parceria do Governo Municipal com o Ministério Público de Santo Ângelo. Agradeceu e parabenizou a promotora de Justiça Especializada Paula Mohr por trabalhar de forma conjunta para a resolução de problemas. "Um trabalho conjunto, com união de esforços, mas sem que o MP deixe de cumprir o papel de fiscalização".

A promotora Paula Mohr afirmou que o objetivo é melhorar a qualidade de vida na área rural do Município de Santo Ângelo, materializando uma atuação mais efetiva do Ministério Público. “Ter o reconhecimento nacional deste trabalho incentiva a adoção de outras práticas e traz o sentimento de que realmente podemos fazer a diferença na vida das pessoas”.

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Francisco da Silva Medeiros, também comemorou a premiação. Ele lembra que o plano começou a ser efetivado em 2018, com a realização do diagnóstico técnico do abastecimento de água no meio rural. "Os dados levantados permitiram que projetos fossem elaborados e ações desenvolvidas resultando na qualidade da água consumida pela população interiorana e na preservação ambiental".

O trabalho ainda resultou no Programa Saneamento para Todos, incluído no plano rural, investimento de mais de R$ 558 mil – recursos do Fundo para Reconstituição de Bens Lesados do MP e contrapartida do município – na instalação de kits de esgotamento sanitário no Distrito Buriti, o mais populoso de Santo Ângelo. O programa está contemplando, inicialmente, 100 famílias.


publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895