As saídas para a crise no transporte público de Porto Alegre

As saídas para a crise no transporte público de Porto Alegre

A colunista de política Taline Oppitz contou os bastidores das negociações conduzidas pelo prefeito Sebastião Melo

Correio do Povo

Na semana passada, empresas Trevo e Tinga deixaram de atender 27 linhas de ônibus

publicidade

A pandemia intensificou a crise do transporte público de Porto Alegre que já apresenta os primeiros sinais de esgotamento. Vencimentos atrasados e parcelados, reivindicações por reajuste salarial, falta de diesel e uma nova tarifa municipal de ônibus mais cara. A situação, que provocou a paralisação de 27 linhas na semana passada, força o governo municipal a buscar soluções urgentes. 

A colunista de política do Correio do Povo, Taline Oppitz, contou os bastidores das negociações conduzidas pelo prefeito Sebastião Melo.

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895