SmartCoop: a propriedade na palma da mão
CONTEÚDO PATROCINADO
Correio + Conteúdo

SmartCoop: a propriedade na palma da mão

Fecoagro lança plataforma digital de gerenciamento de dados

COLABORE

publicidade

O primeiro sistema de inovação digital alinhado com a essência e com os princípios do cooperativismo. A Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado do Rio Grande do Sul (Fecoagro/RS) lançou às vésperas do Dia Internacional do Cooperativismo uma plataforma digital de gerenciamento de dados para produtores rurais e cooperativas. A tecnologia já está disponível em versão para desktop e aplicativo para celular, para os associados das 30 cooperativas integrantes do projeto.

Paulo Pires, presidente da entidade, lembra que a inovação é fundamental no sistema cooperativista e as necessidades no ambiente de trabalho rural demonstravam a demanda de uma ferramenta para qualificar a gestão das propriedades. Ele lembra que, em 2019, uma comitiva formada por representantes de cooperativas visitou o vale do Silício, com o objetivo de perceber os efeitos de um processo inovador e, na Alemanha, conseguiram ver a inovação aplicada no cooperativismo.

“No retorno desta viagem, tivemos a confirmação desta necessidade e, por unanimidade, as cooperativas decidiram que a Fecoagro/RS investiria em inovação. Após uma série de reuniões definimos a criação do SmartCoop”, destaca o presidente. A plataforma já está sendo usada para relacionamento e negócios.

Paulo lembra que a aplicativo oferece várias janelas e as cooperativas orientam seus associados a usar de acordo com as suas necessidades. Os produtores de leite têm usado para relacionamento com cooperativas e produtores de grãos para cadastramento de informações da safra, por exemplo.

A Federação já recebe sugestões de melhorias feitas pelos usuários. “A plataforma estará sempre em construção e estamos sempre capacitando os funcionários para a educação digital”, destaca Paulo. Com a SmartCoop, o produtor terá acesso a funcionalidades como acompanhamento da lavoura, monitoramento por satélite, previsão do tempo, indicadores da cadeia leiteira, gerenciamento de rebanho, saldo de produtos na cooperativa, títulos a pagar, cotações e mecanismos de venda da produção. O desenvolvimento levou dois anos, através do trabalho de dezenas de profissionais das cooperativas do Rio Grande do Sul e apoio da CCGL.

O gerente de Produção Agropecuária da Cotrijal, de Não-Me-Toque, Alexandre Doneda, diz que com o Smartcoop o produtor está com a propriedade na palma da mão. “A Cotrijal está com associados no primeiro pilar da plataforma, que é a propriedade digital. Nesta janela está toda a gestão da propriedade.

Foi feito um cadastro de produtores e agora ocorre o cadastramento de tudo que é feito na propriedade. Isso ajuda o produtor na tomada de decisões”, destaca. Ele entende que o aplicativo deixa o consultor técnico mais próximo do produtor, e destaca a iniciativa estratégica da cooperativa.

Produtor de grãos em Pontão, Maicon Heckler vê com bons olhos as inovações que têm chegado ao campo, mas está ciente da necessidade de buscar ferramentas que agreguem valor ao seu trabalho. Ele é um dos associados da Cotrijal que já testou a Smartcoop. “Ter acesso às informações da propriedade com a facilidade de um aplicativo é muito bom. Essa tecnologia vem para ajudar ainda mais o produtor e leva o selo de qualidade Cotrijal, o que nos garante confiabilidade e segurança, algo tão importante nesse mundo digital”, destaca. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895