Falece o escritor Paulo Barreto, o João do Rio

Falece o escritor Paulo Barreto, o João do Rio

Correio do Povo do dia 26 de junho de 1921, domingo, noticiava:

Renato Bohusch

Funerais de João do Rio, um dos cronistas mais importantes do país.

publicidade

O fallecimento de João do Rio

Rio, 25 - O enterro do escritor Paulo Barreto, o João do Rio, realiza-se amanhã, sahindo o feretro da redacção da “A Patria” para o cemiterio de São João Baptista. Esse acto promete revestir-se de tocante solemnidade e imponencia pelo grande numero de associações de todas as classes que comparecerá a cerimonia, por meio de representações. “A Patria” occupa paginas e paginas publicando as manifestações de pezar e as visitas recebidas pela morte de seu director. A morte de João do Rio, numa actividade jornalistica intensa, lançara e impusera o mais moderno dos jornais cariocas “A Patria”. João do Rio foi uma personalidade litterária, inconfundivel e brilhante.

DIVERSAS

O preço da luz e energia electricas - Hontem, noticiámos que em consequencia das companhias Fiat Lux e Força e Luz haverem resolvido de comum accordo, augmentar em mais de 20% o preço da energia e luz electricas, os joalheiros resolveram, a partir de amanhã, fechar as suas casas ás 18 horas. Este movimento está se generalisando por outras classes do commercio. Assim, as ouriversarias vão seguir o exemplo das joalherias. Alguns proprietarios de barbearias deliberaram associar-se tambem a este movimento, fechando as suas casas ás 19 horas. Hontem já era grande o numero de adhesões no sentido de adoptar este novo horario, afim de assim consumir o menos possivel de luz electrica como protesto á ultima deliberação das companhias acima referidas. 

Objectos perdidos - Acha-se depositado em nosso escriptorio um bordado achado á rua dos Andradas pela senhorita Iracema Ramires.

TELEGRAMMAS

O Instituto Historico e Geographico do Rio Grande do Sul

Rio, 25 - O sr. Alvaro Baptista apresentou á Camara um projecto, mandando considerar como de utilidade publica o Instituto Historico e Geographico do Rio Grande do Sul.

João do Rio

Rio, 25 - João do Rio, no seu natural direito de critica, manejava a satyra, mas sempre com arte e suprema elegancia. As suas chronicas dum brilho de espirito, raramente igualado entre nós, que o denunciavam um observador penetrante, viviam as grandes impressões do momento, o tumulo da politica, a vida das cidades, o mundanismo, os problemas sociaes. Escriptor de raça, de uma habilidade pouco comum com o sentimento de equilibrio das nuanças e uma sensibilidade vivaz, João do Rio era um artista na alta acepção da palavra.

A grafia da época está preservada nos textos acima

CRONOLOGIA

O dia 26 de junho na história

1865 -
Encouraçado Tamandaré, o primeiro construído no Brasil, é lançado ao mar.
1887 - Fundação do Clube Militar 
1942 - Nasce o cantor Gilberto Gil. 
1946 - Criação do Serviço Social da Indústria
1969 - Lançamento do Pasquim, semanário de humor e resistência.

O dia 27 de junho na história

1902 - Horário de trabalho na França é fixado em dez horas e meia.
1908 - Nasce o escritor Guimarães Rosa.
1973 - O presidente Juan Bordaberry do Uruguai fecha o Congresso.
1975 - Brasil fecha acordo nuclear com a Alemanha. 
2001 - A França abole regime militar obrigatório. 
2001 - Morre o ator norte-americano Jack Lemmon.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895