O gaúcho conhece o azeite produzido no RS?

O gaúcho conhece o azeite produzido no RS?

Por Marlise Santos de Almeida*

Correio do Povo

publicidade

A produção agrícola gaúcha é muito rica em termos de variedade de culturas em pequenas, médias ou grandes propriedades. Particularmente, o cultivo de oliveiras requer estudos em diferentes áreas da cadeia produtiva, especificamente estudos em relação aos consumidores de um de seus derivados, o azeite de oliva. Existem atualmente desafios para o processo de conscientização do consumidor por parte dos produtores da existência do produto gaúcho e, ainda, que existe a necessidade de que os produtores criem estratégias de aproximação daqueles em relação ao consumo de azeite de oliva brasileiro e gaúcho. 

Estudos incipientes, em relação ao processo de comportamento de compra do consumidor de azeite de oliva gaúcho, através da coleta de dados, realizada na Feira do Azeite, a qual se realiza mensalmente no pátio da Secretaria de Agricultura do Estado, no período de novembro de 2019 a março de 2020, permitem divulgar alguns dos resultados. Os respondentes são 20 pessoas, sendo que 13 pessoas estavam ali pela primeira vez, sete pessoas nunca haviam provado o azeite gaúcho. Também foi possível identificar que eles desconheciam que há 34 marcas registradas de azeite no Estado do Rio Grande do Sul.

Neste contexto, algumas questões ainda precisam ser esclarecidas e, entre elas, cabe indagar quais seriam os critérios de escolha que guiam a compra dos consumidores. Este e outros questionamentos estão sendo estudados, objetivando elaborar propostas que possam auxiliar na elaboração de políticas públicas e estratégias empresariais que favoreçam o desenvolvimento e rentabilidade da olivicultura gaúcha.

*Mestranda em Agronegócios, pesquisadora


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895