A tecnologia e os valores humanos pós-pandemia

A tecnologia e os valores humanos pós-pandemia

Por Abdon Barretto Filho*

publicidade

A internet e as redes sociais estão mudando os comportamentos de várias gerações. Nos últimos anos, as reações das mensagens enviadas e/ou recebidas estão   influenciando nossas vidas. Reputações são criadas ou eliminadas nas vidas pessoais e empresariais. Os ataques cibernéticos estão surgindo e amedrontando, gerando ambientes repletos de medos. Assim como as  oportunidades e novos negócios surgem em todo o Planeta.

As mais diversas formas das comunicações aproximam povos e, em alguns casos, podem afastar as pessoas próximas.   O mundo mudou.  A forma de viver está mudando com grande velocidade. Além das inovações tecnológicas, a pandemia do Covid 19 impactou nos relacionamentos humanos que estão mudando para sempre, principalmente no isolamento social e na utilização da internet e das redes sociais. Nas pessoas jurídicas – entidades e empresas – a reinvenção é o maior destaque para adaptar-se à nova era do pós pandemia.

Estamos vivendo a maior crise sanitária do século. Somos impotentes frente ao inimigo invisível obrigando enfrentar as mudanças pessoais, nas famílias, nos grupos sociais, nos mercados e nos clientes.  Observa-se que algumas empresas e entidade estão trocando a missão pelo propósito. Convém salientar que o propósito inspira e move pessoas, a missão descreve o negócio e a visão destaca o patamar que a organização com ou sem fins lucrativos pretende alcançar. Na realidade, com as vacinas, temos certezas que a pandemia vai acabar

Temos também a expectativa que seremos mais humanos, inclusive na forma como vivemos e a forma como consumimos. Inclusive no consumo do tempo livre: entretenimento, lazer e turismo. Haverá uma seleção natural entre a oferta de bens e/ou serviços que não atendam às exigências do consumidor pós pandemia, principalmente as agressões dos valores humanos que são os princípios morais e éticos que conduzem a vida de uma pessoa. Eles fazem parte da formação da consciência e da maneira de agir e se relacionar em uma sociedade.

Pode-se destacar os vinte valores humanos para uma vida melhor, apresentados em ordem alfabética, a saber: amor; amizade; compaixão; coragem; dedicação; disciplina; esperança; entusiasmo; felicidade; gratidão; humildade; honestidade; inteligência; justiça; lealdade; maturidade; obediência; paz; respeito e tolerância. Será que faltaram outros valores humanos? Será que os líderes e os gestores públicos e privados estão observando os valores humanos? Respeitam-se todas as opiniões contrárias ou complementares. São reflexões. Podem ser úteis. Pensem nisso.

* Economista e Mestre em Comunicação Social


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895