Racismo

Racismo

Eu gostaria de abrir esta coluna falando de um Inter diferente que vi no sábado

publicidade

Eu gostaria de abrir esta coluna falando de um Inter diferente que vi no sábado.
De dizer que minha intuição estava certa pois vinha afirmando que as coisas estavam melhorando muito com a chegada de Mano Menezes.
Porém, um assunto mais importante manchou a noite de Inter 2 x 2 Corinthians.
Não é o confronto que ocupa as manchetes, mas a acusação feita pelo votante Edenílson de que foi chamado de “macaco” pelo lateral Rafael Ramos, Rafael foi autuado em flagrante por injúria racial e liberado após pagar fiança.
Edenílson registrou queixa na polícia.
Fez muitíssimo bem.
Como fez muitíssimo bem em reagir em campo.
Rafael nega, mas o jogador do Inter é bem claro: “Eu sei o que ouvi”.
O fato terá desdobramentos.
Há de se tomar providências menos brandas para os casos de racismo.
Não basta uma multa aqui, outra lá, suspensão de um jogo, perde de pontos.
Em casos comprovados só a cadeia é remédio suficiente.
Racismo comprovado deveria dar demissão por justa causa. Não podemos mais conviver com fatos assim e olha que eles se repetem. A Edenílson e aos seus todo meu apoio. 


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895