Atletas

Atletas

Alina Souza

publicidade

Vi alguns jogos olímpicos de Tóquio e fiquei seduzida pela emoção advinda da superação dos competidores. O quanto de dedicação, treino, disciplina eles investiram para estarem ali (“ali”do outro lado do mundo)? O quanto de talento e persistência eles carregam dentro de si? Apesar de estar longe do grandioso evento esportivo, percebi que encontro outros atletas na rotina — ao cobrir pautas de aplicação de vacinas, por exemplo. Pensem em quantas vezes esses recordistas passam pelas seguintes etapas: explicam a vacina que irão aplicar, fazem a aspiração do líquido do frasco, injetam a seringa no braço de outra pessoa nem sempre educada e paciente, alertam a data para a segunda dose. Logo chamam “o próximo, por favor”. O próximo se resume a 300 seres ansiosos por uma injeção de esperança até o fim do dia. Haja preparo físico e mental para seguir na rodada. A pontuação não decorre de equilíbrio na trave ou de perigosa manobra de skate, mas sim do feito de “zerar a fila”. A equipe comemora sem exageros e holofotes, pois sabe que subir no pódio será deitar na cama bem arrumada depois do expediente com a certeza que fez sua parte para derrubar a pandemia.


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895