Projeto discute o poder feminino a partir de personagens históricas e fictícias

Projeto discute o poder feminino a partir de personagens históricas e fictícias

De junho a novembro, o Instituto Ling recebe o projeto Mulheres Míticas

Camila Souza

Joana d'Arc em gravura de Albert Lynch, de 1903

publicidade

O Instituto Ling (rua João Caetano, 440 - Três Figueiras - Porto Alegre) recebe, de junho a novembro, o projeto Mulheres Míticas. A partir da trajetória de personagens reais e fictícias, os professores e psicanalistas Keylla Jung e Rafael Werner refletem sobre a construção social da mulher e o seu papel na sociedade, debatendo assuntos como preconceito, julgamentos e empoderamento.

Serão quatro minicursos realizados sempre nas quintas-feiras, das 19h às 21h, com diferentes temas a cada edição. A estreia será com encontros nos dias 2 e 9 de junho para discutir a luta e a opressão através das histórias de Antígona, Alice no País das Maravilhas, Joana d'Arc e Anna O.  Depois, em 11 e 18 de agosto, as reflexões serão sobre o lugar do feminino, comparando figuras como Hera, Medéia, Jocasta e Simone de Beauvoir.

A programação seguirá nos dias 22 e 29 de setembro, debatendo insurreições femininas, enquanto são traçados paralelos entre as trajetórias de Camille Claudel, Mulan, Sherazade e Angela Davis. O curso termina em 10 e 17 de novembro falando sobre a força do sensual em aulas sobre Afrodite, Safo, Diotima e Lou Salomé. As matrículas podem ser feitas no site e na recepção do centro cultural.

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895