"Viajar traz um autoconhecimento", diz psicóloga que lança livro sobre o tema

"Viajar traz um autoconhecimento", diz psicóloga que lança livro sobre o tema

Helena Beatriz Juenemann relata crescimento pessoal e aprendizados no livro “Viagens à Luz do Divã: Crônicas de Viagem”

Lou Cardoso

Helena relembra suas principais viagens em livro

publicidade

Sair mundo a fora e conhecer novas culturas é o sonho de muita gente. Todas as situações vividas em uma viagem, sejam elas boas ou más, criam memórias que se armazenam no inconsciente sendo capazes de nos transformar. Foi isso que a psicóloga Helena Beatriz Juenemann compartilha no livro "Viagens à Luz do Divã: Crônicas de Viagem", lançado este mês. 

“Desde pequena que eu gosto de escrever. As viagens sempre me fascinaram e, em função de minha experiência em muito viajar, queria mostrar a importância delas, a transformação interna que causa numa pessoa. Além de contar fatos reais, também passei por uma autoterapia onde pude tratar e ressignificar fatos que marcaram minha vida”, afirmou.

Para a autora, viajar deve ser determinante para o crescimento e aprimoramento pessoal e cultural de um indivíduo. "Sair da zona de conforto, deixar a casa, os amigos, o seu chão e conhecer novos lugares, outras pessoas, diferentes modos de vida, torna-se sempre um desafio e um mote forte para se desfazer crenças e reconhecer quem se é verdadeiramente. Traz um maravilhoso autoconhecimento. Viajar é uma magnífica escola sem professor e sem livros", disse. 

O livro relata algumas viagens, em forma de crônicas, ao longo dos anos de Helena, desde o final da adolescência até a fase adulta e madura. "Iniciam com as peripécias da mocinha sonhadora, seguem com a alegria e o entusiasmo da esposa, a sabedoria da mãe até a doce serenidade de uma sogra. São linhas que evocam um criativo relato biográfico, não efetuado através de datas, fatos e fotos, mas por meio de singelas e pitorescas viagens", completou. 

Veja Também


publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895