Operação da Polícia Civil mira disputa por pontos de tráfico na zona Sul de Porto Alegre

Operação da Polícia Civil mira disputa por pontos de tráfico na zona Sul de Porto Alegre

Investigação indicou que ataques entre facções causaram mortes e deixaram pessoas feridas

Correio do Povo

Um homem foragido foi localizado e preso

publicidade

A 4ª Delegacia de Polícia de Homicídio e Proteção à Pessoa (4ª DPHPP), coordenada pelo delegado Rodrigo Pohlmann Garcia, desencadeou na manhã desta sexta-feira a operação Retomada no bairro Restinga, em Porto Alegre. O alvo foi uma facção criminosa que atua em uma área conhecida como “Cantão”.

A ação teve a participação do 21º BPM.. Dez mandados de busca e apreensão foram cumpridos por 80 policiais em 35 viaturas, além de canil e helicóptero. Um foragido foi capturado. Drogas, telefones celulares e câmeras de vigilância foram recolhidos.

Veja Também

A investigação da 4ª DPHPP apurou que a disputa territorial por pontos de tráfico já gerou diversos ataques de facções rivais, resultando em 11 vítimas, mortas ou feridas, nos últimos cinco meses. Segundo os agentes, as pessoas da comunidade também foram atingidas mesmo sem envolvimento com a criminalidade. Há casos ainda da retirada forçada de moradores, que são obrigados a desocuparem as casas para membros da facção. Estas moradias são então usadas pelo tráfico de drogas.

Um traficante que age como liderança local havia sido encaminhado para uma penitenciária federal e retornou em setembro do ano passado. Ele está atualmente recolhido na Penitenciária de Alta Segurança de Charqueadas (Pasc), sendo apontado como responsável pelo comando dos ataques de uma das facções envolvidas.

O trabalho investigativo começou com um homicídio ocorrido na tarde de 12 de junho deste ano na avenida Doutor João Dentice, no bairro Restinga. Um homem foi morto com diversos disparos de arma de fogo. No entorno do corpo da vítima foram localizados e apreendidos diversos estojos de munição calibre 9mm e 40. Dois indivíduos desceram de um veículo e efetuaram os tiros contra vítima, que estava em um ponto de tráfico e atuava para a facção contrária. A execução aconteceu em meio aos moradores, entre crianças e adultos.  


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895