Começa montagem do canteiro de obras para a remoção da estátua do Laçador

Começa montagem do canteiro de obras para a remoção da estátua do Laçador

Retirada da estrutura ocorrerá na próxima segunda

Cláudio Isaías

Estátua do Laçador será levada para um pavilhão situado na avenida Severo Dullius

publicidade

A montagem do canteiro de obras para a remoção da estátua do Laçador da avenida dos Estados, na zona Norte de Porto Alegre, para restauração começou hoje. De acordo com o o Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Rio Grande do Sul (Sinduscon/RS), os próximos dias serão dedicados a deixar o espaço em condições para a retirada do monumento. Na próxima segunda-feira, acontecerá a retirada da estátua do Sítio do Laçador, onde está instalada desde 2007. Desde 2016, foram constatadas fissuras e rachaduras no monumento, que, caso não sejam consertadas, podem gerar danos permanentes. “É obrigação do nosso projeto trabalhar com coisas importantes para Porto Alegre", disse o coordenador do projeto de Construção Cultural e diretor do Sinduscon/RS, Zalmir Chwartzmann.

O coordenador informou que a estátua do Laçador será levada para um pavilhão situado na avenida Severo Dullius, no bairro Anchieta, onde será restaurada. A revitalização da estrutura tem uma previsão de duração de quatro meses. "O Laçador marca a memória e a história da cidade”, explicou Chwartzmann. O projeto é realizado pelo Sinduscon/RS, pela Associação Sul Riograndense da Construção Civil e conta com a prefeitura da Capital omo co-realizadora. O custo total de realização da obra é de R$ 900 mil – R$ 810 mil captados através da Lei de Incentivo à Cultura, do governo do Estado e R$ 90 mil da prefeitura. A revitalização conta, ainda, com o patrocínio da Gerdau e Sulgás, e apoio da JOG Andaimes, Elevato e Ministério Público do Rio Grande do Sul.

A estátua do Laçador, está localizada em um sítio em frente ao terminal antigo do Aeroporto Internacional Salgado Filho. De acordo com Chwartzmann, depois de recuperado, o monumento será devolvido ao lugar onde está hoje, na avenida dos Estados. A primeira fase de recuperação da obra compreendeu um diagnóstico quanto às condições estruturais da escultura, especialmente quanto a fissuras verificadas na base. Dois especialistas em restauro de obras com metal foram contratados: a brasileira Virginia Costa, engenheira metalúrgica e consultora em conservação do patrimônio, responsável pela coordenação de todo o trabalho prospectivo, e o francês Antoine Amarger, restaurador de esculturas metálicas.

A Estátua do Laçador é um monumento que representa o gaúcho pilchado (em trajes típicos). A obra é de autoria do escultor gaúcho Antônio Caringi (1905-1981), de Pelotas, que venceu diversos concursos e produziu diversos monumentos, em geral, ligados à história e à cultura gaúcha. A obra “O Laçador” foi criada em gesso, em 1954, como resultado de um concurso vencido por Caringi para executar uma escultura que identificasse o homem riograndense na Exposição do IV Centenário de Fundação de São Paulo.

Como modelo de indumentária, o artista utilizou o folclorista Paixão Côrtes (1927-2018), um dos fundadores do Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). Em 1958, a escultura foi adquirida pela prefeitura de Porto Alegre e foi, então, a partir da matriz em gesso, fundida em bronze e transportada para ser instalada sobre um pedestal na avenida dos Estados. Em 2007, em função de obras na região, a estátua foi transferida para o Sítio do Laçador, em frente ao antigo terminal do aeroporto Salgado Filho, onde permanece nos dias atuais.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895