RS registra maior volume de surtos ativos por Covid-19 desde abril

RS registra maior volume de surtos ativos por Covid-19 desde abril

Estado tem quinta semana consecutiva de crescimento no número de contaminações em massa

Correio do Povo

Quase metade dos surtos foram notificados em ILPIs

publicidade

O número de surtos ativos de Covid-19 subiu pela quinta semana epidemiológica consecutiva e agora registra o maior volume de contaminações em massa desde o início de abril, no Rio Grande do Sul. O boletim atualizado da Secretaria Estadual de Saúde (SES) reportou 201 surtos ativos até 9 de junho – referência à Semana Epidemiológica 22 –, nove a mais do que na semana passada e o maior saldo dos últimos dois meses, quando o Estado contava com 178 surtos ativos. 

O número de surtos ativos tem crescido desde a semana 17, entre 25 de abril e 1º de maio. Naquele período, o Estado teve 150 surtos ativos da doença. 

De acordo com o boletim desta segunda-feira, os surtos notificados em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPIs) representam 49,7% do total. Na semana passada, a maior parte dos surtos se encontrava  em empresas que desempenham atividades industriais, comerciais, econômicas e administrativa, à exceção de frigoríficos e laticínios.

Atualmente, todas as regiões registram ao menos um surto em investigação, totalizando 96.661 expostos à contaminação com o coronavírus – uma redução no quantitativo de pessoas na comparação com duas semanas antes, quando haviam 161.384 expostas.

Desde a semana passada, Caxias do Sul segue como foco de preocupação, com 20 surtos ativos e quase 2,5 mil pessoas expostas ao vírus. O município da Serra já soma dois óbitos em decorrência destes surtos. 

Veja Também

Conforme dados da SES, o RS já teve 1.183.398 diagnósticos positivos de coronavírus entre os seus residentes. Os casos geraram 30.450 óbitos. Nesta segunda, de acordo com a pasta, 19.093 estão com o vírus ativo. De 3.396 pessoas internadas em terapia intensiva nos hospitais gaúchos, 1.800 estão com Covid-19.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895