Público ainda procura pela segunda dose da Coronavac em Porto Alegre

Público ainda procura pela segunda dose da Coronavac em Porto Alegre

Não há previsão da entrega de novas doses do imunizante produzido pelo Instituto Butantan

Cláudio Isaías

Nesta quinta-feira, muitas pessoas buscaram os locais de vacinação em Porto Alegre para saber se a segunda dose da Coronavac estava sendo aplicada

publicidade

Mesmo com o anúncio feito pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de que não haveria a aplicação da segunda dose da Coronavac/Instituto Butantan, algumas pessoas "desavisadas" foram até as unidades de saúde Camaquã, IAPI, Santa Marta e no drive-thru do estacionamento da PUCRS para realização da vacina. Na manhã desta quinta-feira, nos postos Camaquã e Santa Marta, a todo o momento os servidores da saúde tinham que parar o preenchimento dos formulários das pessoas que foram em busca da primeira dose da Pfizer e da AstraZeneca/Oxford para explicar ao público que a imunização da segunda dose da Coronavac havia sido suspensa por falta de vacinas.

Não havia aglomeração nos postos de saúde. Os servidores das unidades de saúde informavam o público que a segunda dose da Coronavac não estava sendo aplicada nos postos de saúde.

A SMS informou também que não haveria aplicação da segunda dose do imunizante no drive-thru da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e por tanto que as pessoas com seus veículos evitassem de fazer fila na avenida Ipiranga. Apesar do alerta realizado no final da tarde de quarta-feira pela prefeitura de Porto Alegre, uma fila de carros se formou na avenida Ipiranga, junto ao estacionamento da PUCRS. Por volta das 6h, cerca de 20 carros estavam na faixa da direita prontos para ingressar no estacionamento da universidade. Informados pelos agentes da Guarda Municipal e da EPTC de que não haveria a imunização, eles deixaram o local.

A expectativa da secretaria é que cheguem novas remessas de doses de Coronavac enviadas pelo Ministério da Saúde nos próximos dias, o que possibilitará a retomada da vacinação. O governo federal recebeu um milhão de doses da vacina produzida pelo Butantan e na próxima semana deverá receber mais 3 milhões, mas ainda não há previsão de quando a imunização da segunda dose será realizada na Capital

Desavisadas sobre a suspensão da aplicação da segunda dose da vacina Coronavac - que estava programada para a quinta-feira, em Porto Alegre - algumas pessoas foram aos locais de vacinação na noite de quarta-feira, para garantir a imunização contra a Covid-19, mas tiveram que voltar para as suas casas.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895