Brasil bate Sérvia no vôlei feminino e segue 100% em Tóquio

Brasil bate Sérvia no vôlei feminino e segue 100% em Tóquio

Seleção de José Roberto Guimarães venceu as vice-campeãs olímpicas e assumiu a liderança isolada do Grupo A nos Jogos de Tóquio

Correio do Povo / R7

Brasil segue muito bem no torneio olímpico

publicidade

No duelo das invictas do Grupo A no vôlei feminino dos Jogos de Tóquio, a seleção brasileira venceu a Sérvia por 3 a 0 e se isolou na liderança. As parciais foram de 25/20, 25/16 e 23/25 e 25/19. Ambas as equipes acumulavam três vitórias até então, mas como as vice-campeãs olímpicas no Rio, em 2016, não haviam perdido nenhum set até este sábado, eram as primeiras colocadas pelo critério de desempate.

A única mudança em relação ao jogo contra o Japão foi a entrada de Roberta no lugar de Macris, que se recupera de uma lesão no tornozelo. A levantadora não sentiu a pressão e distribuiu bem o jogo para as companheiras. 

Outro ponto de destaque no Brasil, os saques das comandadas de José Roberto Guimarães desorientaram as sérvias, que erraram muito ao longo do jogo. O técnico, aliás, completa 67 anos de idade hoje e ganhou até um bolo de aniversário da Confederação Brasileira de Vôlei.

1º set

O Brasil teve um primeiro set consistente, forçando no saque, o que fez a Sérvia abusar dos erros. Foram 9 somente na parcial inicial. O destaque ficou para Tandara, principalmente no ataque, que anotou 4 pontos, o melhor desempenho individual da equipe até então. Gabi e Fernanda Garay também apareceram na defesa e nos fortes contra-ataques. 

2º set

A segunda etapa começou com os times se alternando no placar, com Roberta distribuindo bem os levantamentos e até fazendo ponto com bolas de segunda. Em um ace de Fernanda Garay, o Brasil chegou a abrir três pontos de diferença. A Sérvia se aproximou, mas o Brasil retomou a vantagem. Com 23 a 14 no placar, técnico Zé Roberto colocou duas vezes a jovem Ana Carolina, de 17 anos, para ganhar experiência e sacar. Apesar do esforço da oposta Boskovic, que já tinha acumulado 14 pontos sozinha, a Sérvia seguia apática, errando bastante e sucumbiu aos saques.

3º set

A Sérvia voltou mais atenta à terceira etapa e com mudanças no time. As alterações funcionaram e a equipe balcã passou o set brigando ponto a ponto com o Brasil. Quando abriu 18 a 16, um rally em que houve 5 oportunidades de conversão do ponto para a Sérvia temrinou com mais um erro, da craque do time, Boskovic. Nada que apagasse o brilho da jogadora, que sozinha já acumulava um set inteiro de pontos (25). Determinada a pelo menos prolongar a partida, as vice-campeãs olímpicas fecharam a parcial em 25 a 23.

4º set

A reação das sérvias se resumiu ao terceiro set. Após acertos na equipe, Tandara, maior pontuadora do time com 19 tentos anotados, voltou a brilhar. Durante um rally, até "trocou de posição" com Gabizinha, ao ajudar o Brasil na defesa. A jogada terminou com um belo ataque da ponteira.

Foi o terceiro jogo entre as equipes e todos foram vencidos pelas brasileiras. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895