Edenilson celebra gols, protesta contra o racismo e declara: "Tenho muito orgulho da minha cor"

Edenilson celebra gols, protesta contra o racismo e declara: "Tenho muito orgulho da minha cor"

Em noite de gala, camisa 8 comandou vitória colorada na Sul-Americana e comentou caso em que acusou Rafael Ramos de injúria racial

Correio do Povo

Edenilson marcou dois gols na vitória desta terça-feira

publicidade

Craque do jogo e autor de dois gols na vitória do Inter nesta terça-feira contra o Independiente Medellín, o meia Edenilson falou pela primeira vez nos microfones sobre o caso do último sábado, em que acusou o lateral-direito Rafael Ramos, de injúria racial. O camisa 8 colorado, que protestou contra o racismo na celebração do primeiro tento desta noite, não escondeu a tristeza de ter passado pelo episódio de intolerância e reiterou que deu ao jogador corintiano a oportunidade de se retratar antes de prestar queixa na Polícia Civil. 

"Sou pai de família, ele também tem os pais dele. Esse é o meu jeito, não quis julgar, não quis expor o menino. Quis e quero que a verdade venha. O que aconteceu foi o que eu ouvi. Fui até o vestiário para que a gente pudesse conversar, o que não aconteceu e por isso prestei queixa ao delegado", afirmou em coletiva. "Tenho muito orgulho da minha cor, essa diferença que temos é só cor de pele. Somos todos iguais. Tenho orgulho. Peço até desculpas, pois sou leigo, não me interessava como deveria. A partir de agora, depois de sentir na pele, vou me expressar mais e ajudar a defender minha cor", acrescentou. 

O gol anotado nesta noite, de acordo com Edenilson, estava "engasgado" desde o momento do episódio de possível injúria racial no sábado. "Naqueles minutos finais já queria ter feito o gol contra o Corinthians (...) Confesso que foram dias difíceis. Não cheguei a falar sobre isso, mas fui muito julgado nos últimos dias. Bem complicado você ver os fatos sendo distorcidos, mas para mim tá muito claro. A única coisa que eu espero é que não me julguem", finalizou. 

Sobre a partida, o jogador exaltou o trabalho coletivo da equipe e o resultado positivo, que deixou o Colorado próximo da classificação. "Acredito que fizemos um bom jogo, dentro daquilo que a gente propôs. Só a vitória interessava e foi isso que fomos buscar". 

Com o resultado desta noite, o Colorado assume a liderança da chave E, com nove pontos, e acompanha o duelo entre 9 de Outubro e Guairenã para encerrar a rodada isolado na primeira colocação. Para reassumir a ponta, os paraguaios precisam triunfar por até dois gols de diferença. 

Veja Também


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895