Inter avalia que campanha no Brasileirão está de acordo com investimento feito no grupo

Inter avalia que campanha no Brasileirão está de acordo com investimento feito no grupo

Internamente, clube não almeja mais o título e ficaria satisfeito com a vaga direta à Libertadores

Fabrício Falkowski

Inter avalia que campanha no Brasileirão está de acordo com investimento feito no grupo

publicidade

Após o empate com o Corinthians, domingo, no Beira-Rio, Diego Aguirre fez questão de exaltar a qualidade do grupo de jogadores. Publicamente, citou o cansaço, a rotina de jogos e a falta de tempo para treinar nas últimas semanas como alguns dos motivos para a recente queda de rendimento e ressaltou que o Inter segue na briga por uma vaga na Libertadores. Porém, internamente, tanto a comissão técnica quanto os dirigentes avaliam que o tamanho da campanha é proporcional ao investimento feito pelo clube na manutenção do elenco.

Ou seja, a briga do Inter no Brasileiro é mesmo por uma vaga direta na Libertadores. Se conquistá-la, o ano chegará ao fim de forma satisfatória, apesar das quedas prematuras em outras competições, como a Copa do Brasil e a própria Libertadores, onde aí sim a avaliação
era que o time poderia ter ido bem mais longe. 

“Eu não acho que tenha um time com qualidade superior (a do Inter). A gente tem um bom elenco, temos bons jogadores. Eu acredito neles. Seguramente, vamos ter alegrias na frente. Vamos ganhar muitos jogos. Quero um Inter protagonista, que proponha o jogo, que tenha mentalidade de time ganhador. Mas no futebol acontecem coisas. Viemos de cinco vitórias e agora tivemos dois empates seguidos em casa, o que é ruim. Mas o Campeonato Brasileiro é difícil. Qualquer time pode ganhar”, enfatizou o técnico.

Os dois empates referidos por Aguirre em seu discurso foram justamente contra concorrentes diretos pela vaga na Libertadores, ambos no Beira-Rio. Ele próprio admitiu que os dois tropeços colocam o Inter em uma situação de ter que vencer o São Paulo, domingo, para recuperar terreno na tabela de classificação. “O torcedor tem direito de lamentar. Nos também queremos mais, mas estamos na briga para disputar a Libertadores. Estamos lutando e trabalhando muito. Temos coisas positivas para tirar desse momento e, agora, vamos ter uma semana cheia para trabalhar que vai proporcionar tempo para descanso e treinos. Vamos nos preparar para ganhar o próximo jogo”, projetou Aguirre.

Veja Também


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895