Barcellos reitera confiança em Coudet e fala em "remobilizar" o grupo de jogadores do Inter

Barcellos reitera confiança em Coudet e fala em "remobilizar" o grupo de jogadores do Inter

Vice-presidente de Futebol evitou comentar sobre o processo eleitoral no clube

Correio do Povo

Vice-presidente de futebol concedeu entrevista nesta quinta-feira

publicidade

Após a derrota para o Grêmio pela Libertadores na quarta-feira, o vice de Futebol do Inter, Alessandro Barcellos, enfatizou a confiança no trabalho que vem sendo desenvolvido dentro do clube pelo técnico Eduardo Coudet e reiterou que a relação entre a direção e o Departamento de Futebol é "das melhores". "Os números da partida, nós avaliamos esse processo, nós tivemos uma maior posse de bola, maior número de finalizações, mas a efetividade ficou do outro lado. Perdemos em uma bola", afirmou em entrevista coletiva nesta quinta-feira. 

Apesar dos insucessos em partidas contra o maior rival, Barcellos destacou o desempenho colorado no "todo" da temporada. "O torcedor pode ter certeza que nosso ambiente interno é um ambiente de muita cobrança. Não só da direção, mas entre os jogadores, entre o grupo (...) Hoje ocupamos um segundo lugar no Campeonato Brasileiro, primeiro lugar na Libertadores e com certeza vamos buscar uma saída ali na frente, temos que confiar no grupo. A recuperação começa já contra o São Paulo", apontou.

Com o técnico Coudet pressionado por parte da torcida, pelo seu desempenho nos clássicos, o vice-presidente do Inter fez elogios ao trabalho do comandante colorado e explicou, que na sua visão, as alterações feitas pelo argentino não ocorrem rapidamente. "Ele é um grande treinador, tem toda a confiança da direção (...) A reformulação de um plantel, a chegada de jovens atletas, a participação deles gradativamente, a possibilidade de uma mudança de jogo. São mudanças que não acontecem do dia pra noite”.

Barcellos evita comentar sobre processo eleitoral: "Foco no Inter"

O Inter passará por um processo eleitoral no dia 25 de novembro e um racha na atual direção poderá ser implementado. Entre uma das possibilidades, está um embate entre três ou quatro chapas. Nesta ocasião, o vice-presidente de Futebol, Alessandro Barcellos e o 2º vice-presidente, Alexandre Chaves Barcellos, ambos membros da gestão Marcelo Medeiros, poderão ser rivais na corrida presidencial. 

Segundo Barcellos, ainda não há nada concreto sobre esta possibilidade e seu foco atual está "total" no trabalho do Inter. "Essa coletiva é pra falar do jogo de ontem, sobre as eleições não tratamos aqui no Departamento de Futebol, os agentes políticos do clube farão na medida que a eleição se aproxime, tudo corretamente (...) meu foco é no trabalho aqui dentro do Inter. Sobre essas questões (políticas) são hipoteses, aventadas por vocês, mas que nós estamos mais preocupados com os temas de dentro do campo", indicou. 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895