Morre André Catimba, ídolo do Grêmio na década de 70

Morre André Catimba, ídolo do Grêmio na década de 70

Com 74 anos, atacante faleceu em Salvador, nesta quarta-feira

Correio do Povo

Atacante foi um dos maiores ídolos da história do Grêmio

publicidade

Morreu, aos 74 anos, nesta quarta-feira, Carlos André Avelino de Lima, mais conhecido como André Catimba, um dos maiores atacantes que já vestiram a camisa do Grêmio. A causa da morte do atleta, que estava em Salvador, não foi divulgada.

Ao lado de Tarciso e Eder, formou o ataque campeão estadual de 1977 e 1979, que ficou pra sempre marcado na retina do torcedor gremista. Na decisão de 1977, anotou o gol da vitória de 1 a 0 no Gre-Nal decisivo e comemorou com a tentativa de um salto mortal que entrou para a história do futebol. 

Em Salvador, após vencer o Vitória pela Copa do Brasil, a delegação gremista recebeu a notícia do falecimento do ex-jogador. O técnico, Luiz Felipe Scolari, que enfrentou André como atleta na década de 70, fez questão de prestar suas condolências à família e lembrou da coincidência do último jogo do Grêmio ter sido exatamente contra o rubro-negro baiano, equipe pela qual André Catimba também atuou e deixou seu nome na história. 

O Grêmio usou as redes sociais, nesta quarta-feira, para prestar solidariedade aos familiares, amigos e torcedores.

Além de Grêmio e Vitória, ele vestiu as camisas do Guarani/SP, Ypiranga/BA, Bahia, Galícia/BA, Pinheiros/PR, Náutico/PE, Comercial/SP, Fast Club/AM e Argentinos Juniors/ARG, onde atuou ao lado de Maradona.

 


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895