Red Bull Bragantino perde em casa para o Estudiantes e se complica na Libertadores

Red Bull Bragantino perde em casa para o Estudiantes e se complica na Libertadores

Derrota por 1 a 0 embola ainda mais "grupo da morte" da competição

AE

Red Bull Bragantino perdeu e se complicou na Libertadores

publicidade

O Red Bull Bragantino perdeu a chance de encaminhar a vaga às oitavas de final da Copa Libertadores e ainda ficou em situação delicada dentro do grupo, considerado o da "morte", ao ser derrotado pelo já classificado Estudiantes, por 1 a 0, na noite desta terça-feira, no estádio Nabi Abi Chedid, pela quinta rodada.

Com o tropeço em casa, o Bragantino ficou na segunda posição, com cinco pontos, atrás de Nacional (quatro) e Vélez Sarsfield (dois), que se enfrentam nesta quarta-feira. O Estudiantes é o primeiro, com 13.

Contra o líder do grupo, o Bragantino foi cauteloso, mas encontrou muita dificuldade para fazer a infiltração na defesa rival. Artur e Helinho tentaram avançar em velocidade, mas sem sucesso. Ytalo buscou os chutes de longa distância, mas também pouco produziu.

O Estudiantes também não quis se expor, mas criou com mais facilidade. Manuel Castro, em um chute rasteiro cruzado, protagonizou a primeira chance de gol. O time brasileiro equilibrou as ações no final da primeira etapa. Raul tentou de longe, rente à trave.

O primeiro tempo foi de pouca criação de ambos os lados. A melhor chance do Bragantino foi na segunda etapa, aos nove minutos, com Ytalo. O atacante recebeu na entrada da área e jogou muito perto do gol. Logo na sequência, Ramires, de voleio, exigiu grande defesa de Andújar.

O Bragantino estava em cima e não deixava o Estudiantes criar. No entanto, o time argentino resolveu surpreender aos 31 minutos. Manuel Castro arriscou, a bola desviou em Léo Realpe e sobrou para Del Prete. Ele virou uma quase bicicleta para fazer 1 a 0.

O gol fez o técnico Maurício Barbieri jogar o time todo no ataque. O Bragantino martelou, mas a bola insistiu em não entrar. Após cobrança de escanteio, Realpe mandou na trave. Aderlan também teve chance de marcar, mas jogou por cima a última grande chance do time paulista.

Antes do apito final, deu tempo da arbitragem cometer gafes para ambos os lados. O Red Bull Bragantino reclamou muito de um pênalti em cima de Artur, que sofreu um pisão dentro da área. Já o Estudiantes teve um gol anulado marcado por Orosco. O assistente assinalou impedimento, mas o atleta, aparentemente, estava em posição legal. No entanto, nada que tirasse o triunfo do time argentino.

Na próxima rodada, o Red Bull Bragantino enfrenta o Nacional na terça-feira, às 19h15, no Parque Central, no Uruguai. No mesmo dia e horário, o Estudiantes visita o Vélez Sarsfield, no José Amalfitani, na Argentina.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895