América-MG festeja 110 anos com triunfo sobre o Athletico-PR no Brasileirão

América-MG festeja 110 anos com triunfo sobre o Athletico-PR no Brasileirão

Índio Ramírez garantiu os três pontos para o Coelho no Independência

AE

América-MG festeja 110 anos com triunfo sobre o Athletico-PR no Brasileirão

publicidade

Diferentemente da Copa Libertadores, na qual vai mal, o América-MG reencontrou o caminho das vitórias no Campeonato Brasileiro. Com gol de Índio Ramírez, o time mineiro derrotou o Athletico-PR por 1 a 0, neste sábado, na Arena Independência, pela quarta rodada. Com isso, se aproximou do G-4. O triunfo, o sexto seguido em casa contra o rival, veio bem no dia do aniversário de 110 anos.

O resultado levou o time mineiro aos seis pontos, na briga por vaga na Libertadores e deixando para trás o desempenho irregular no torneio continental, além da derrota por 3 a 0 frente ao Santos, na última rodada do Brasileirão. Já o Athletico, que está fazendo uma campanha regular na Libertadores, voltou a perder na Série A. Com três pontos, continua muito próximo da zona de rebaixamento.

O primeiro tempo foi dominado pelo América. O time mineiro até chegou a balançar as redes logo de cara com Pedrinho, mas Patric, que havia dado a assistência, estava em posição irregular e o lance acabou sendo anulado. O Athletico tentou responder pela esquerda, mas Jailson apareceu para afastar o perigo.

Veja Também

O time paranaense, como é costume nas equipes comandadas por Fábio Carille, optou por jogar mais recuado, tentando anular os espaços do rival e encaixar uma jogada de contra-ataque para definir o duelo. No entanto, pouco incomodou. Cuello foi o atleta que mais buscou atacar, sem sucesso.

Já o América teve bons momentos, principalmente pela direita com o apoio de Patric. Na frente, Paulinho Bóia, Pedrinho e Felipe Azevedo formaram um setor ofensivo rápido, mas o trio errou muito, o que facilitou a vida do goleiro Bento, uma vez que os chutes praticamente não acertaram o alvo.

No segundo tempo, o Athletico resolveu se soltar e assustou em cabeçada de Pedro Henrique. Jailson defendeu mais uma. Como Carille adiantou suas linhas, a defesa ficou mais desguarnecida, e o América aproveitou. Em uma saída errada de Bento, Paulinho Bóia acertou a trave.

O jogo ficou novamente parelho, fazendo com que ambos os treinadores fizessem alterações. Carille em um trio ofensivo com Canobbio, Vitinho e Vitor Roque, mas foi o América quem chegou ao gol. Aos 29 minutos, Cárceres recebeu na entrada da área e rolou para Índio Ramírez. Ele dominou, passou pela marcação e fez um bonito gol.

O clima esquentou, logo depois, entre os jogadores do Athletico. Abner e Pedro Henrique discutiram fervorosamente, enquanto o goleiro Bento mostrava muito nervosismo, sem conseguir corresponder à altura de Santos, hoje no Flamengo. Melhor para o América, que se defendeu de todas as formas, até com Wellington Paulista, que voltou de lesão e novamente se machucou, para confirmar a vitória.

Na próxima rodada, o América enfrenta o rival Atlético, no sábado, às 16h30, no Mineirão, em Belo Horizonte. No mesmo dia, às 20h30, o Athletico recebe o Ceará, na Arena da Baixada, em Curitiba.


Mais Lidas


Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895