Argentinos decidem e Atlético-MG goleia o Atlético-GO pelo Brasileirão
patrocinado por

Argentinos decidem e Atlético-MG goleia o Atlético-GO pelo Brasileirão

Vitória por 4 a 1 teve grande atuação de Zaracho e Nacho Fernández

AE

Galo venceu com boa atuação de argentinos

publicidade

Com bela atuação de toda a equipe, principalmente dos argentinos Zaracho e Nacho Fernández, com dois gols cada, o Atlético-MG goleou o Atlético Goianiense, por 4 a 1, nesta quinta-feira, no Mineirão, em duelo válido pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro.

Com o resultado, o mineiros alcançaram os 13 pontos, na quinta colocação, enquanto os goianos continuam com dez, em décimo lugar. Na próxima rodada os times vão atuar fora de casa. O Atlético Goianiense se apresenta em Porto Alegre, contra o Grêmio, e o Atlético-MG encara o Cuiabá.

Com muita movimentação, troca de passes intensa e objetividade no ataque, o Atlético-MG teve um primeiro tempo quase perfeito. Com o tradicional 4-3-3, o time de Cuca atuou quase que todos os primeiros 45 minutos no campo do adversário.

Desta forma, foi criando oportunidades, mais pelo lado direito, pois do esquerdo era sentida a falta de Arana. Tchê Tchê, improvisado na lateral, pouco se aventurou no ataque. O problema foi o erro no último passe. Quando acertou, os gols saíram e de forma plástica. O primeiro foi aos 26 minutos, quando Hulk puxou o ataque e lançou Zaracho na esquerda. O corte foi feito pera o meio e o arremate belíssimo, sem chance para Fernando Miguel: 1 a 0.

O ritmo dos mineiros continuou alucinante e mais um gol saiu aos 37, de novo com Zaracho, que pegou rebote na entrada da área e mandou quase no ângulo. E ainda tinha tempo para mais um gol argentino. Em boa jogada de todo o ataque atleticano, coube a Nacho Fernández completar e fazer 3 a 0.

A única falha dos mineiros ocorreu aos 45 minutos, após cobrança de escanteio, Marlon Freitas aproveitou bobeada para diminuir o placar e dar esperança para os goianos.

O segundo tempo começou com um duelo particular entre Hulk e Fernando Miguel. Com um jejum de cinco jogos sem marcar, o atacante tentou de todas as formas nos primeiros 15 minutos, mas não superou o arqueiro. Por pouco o Atlético Goianiense não diminuiu ainda mais a desvantagem, quando Lucão, livre, cabeceou para defesa no reflexo de Everson.

O Atlético-MG sentiu cansaço após os 20 minutos, mas ainda assim criou pelo menos mais quatro oportunidades. Duas com Savarino e mais duas com Hulk: uma foi na trave e outra interceptada em ótima defesa de Fernando Miguel. Já o Atlético Goianiense não desistiu e só não fez o segundo gol por causa de mais uma bela intervenção de Everson.

Para fechar a bela partida, Zaracho roubou a bola na intermediária, Hulk lançou Nacho Fernández, que bateu com extrema categoria para garantir a goleada: 4 a 1, aos 43.


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895