Casemiro destaca força mental da Seleção Brasileira para vencer
patrocinado por

Casemiro destaca força mental da Seleção Brasileira para vencer

Colombianos abriram o placar e exerceram forte marcação

AE

Volante voltou ao time de maneira decisiva

publicidade

Se tinha de sair um vencedor no estádio Engenhão, nesta quarta-feira, seria a Seleção Brasileira. Ao menos na visão do volante Casemiro, autor do gol da terceira vitória seguida na Copa Améca, desta vez por 2 a 1, de virada, sobre a Colômbia, no último lance.

Após marcar aos 10 minutos, os colombianos se fecharam atrás. Para Casemiro, um teste muito bom para a seleção brasileira, que não desistiu jamais de buscar o resultado positivo e conseguiu já com quase 100 minutos de partida no Engenhão. 

Veja Também

"Muito chato falar de mentalmente forte, mas é a grande ênfase a dar hoje", falou Casemiro, que voltou após ser poupado na rodada anterior. "Buscamos a vitória, sempre, com coração, raça e determinação."

O jogo foi bastante brigado. Neymar mais uma vez apanhou bastante. Deixou o campo trocando provocações com os colombianos, sobretudo com Borja. Ambos se ofenderam e quase chegaram a vias de fato no caminho aos vestiários.

"Contra a Colômbia é sempre difícil, eles têm jogadores de alto nível, que atuam na Europa", seguiu Casemiro, sem poupar críticas ao estado do gramado. "Campo não ajuda, é ruim para os dois, mas prejudica mais para quem quer jogar. Eles em momento algum quiseram jogar futebol", avaliou. "A Seleção está de parabéns pelo trabalho, pelo mental, pois eles chegaram uma vez e ficaram o tempo todo atrás. Foi um jogo de ataque contra defesa. A gente saiu massacrando, massacrando e, no final, buscamos o grande prêmio."


publicidade

publicidade

Correio do Povo
DESDE 1º DE OUTUBRO 1895